Penal

[Direito Penal][bleft]

Consumidor

[Direito do Consumidor][bsummary]

Diversos

[Comemoração][twocolumns]

Geral

[Conhecimentos gerais][bleft]

Advocacia x Concurso Público: Escolha o que te faça feliz

Muita gente acha que o advogado só é advogado por que não conseguiu passar em um concurso público. Como se o concurso fosse o único objetivo de todo bacharel em Direito. Não passa pela cabeça de algumas pessoas que existe amor pela profissão, que existe advogado por vocação.

Esse pensamento preconceituoso e depreciativo que algumas pessoas têm em relação à advocacia, acaba por gerar no próprio advogado e aqueles que pretendem advogar, ainda que inconscientemente uma mensagem negativa, provocando medo e insegurança com relação a profissão, provoca a ideia que a advocacia é a profissão daqueles que perderam a batalha contra o tão concorrido concurso público, e esse tipo de conexão negativa que se faz acaba interferindo diretamente na vida pessoal e nos resultados profissionais do advogado, estudante ou bacharel em direito que a cada dia tem mais convicção que não é capaz.


Então é hora de darmos um basta nisso, retirar os pensamentos negativos de circulação e enfrentar a sociedade engessada nos concursos públicos.

Nada contra concurso público, mas deve ser para quem realmente possui vocação para o cargo pretendido, muito concurseiro por aí na verdade é um advogado frustrado, que não aguentou os desafios diários da advocacia e resolveu navegar pelas supostas águas pacíficas dos concursos, na tentativa de alcançar o pote de ouro da estabilidade financeira, escondida no final do arco íris.

O problema é que aqueles que conseguem chegar no final do arco íris, muitas vezes percebem que o pote de ouro não trouxe a felicidade. Por isso eles esperam ansiosamente pelo badalar do relógio as 18:00, das férias ou da aposentadoria, pra poder encontrar a felicidade, longe da fonte do pote de ouro.

Então é hora de mudar esse pensamento negativo, por que tudo que você acredita, você atrai, seja bom ou ruim, é assim que funciona o Universo e a lei do retorno é implacável.

Não se importe com a opinião alheia, por que no final do dia é você que terá que encarar a sua realidade e ao colocar a cabeça no travesseiro se questionar: será que estou sendo realmente feliz?

Texto adaptado de um relato em grupo jurídico.

2 comentários:

• Os comentários são exclusivamente de responsabilidade de seus criadores (sujeito a aprovação antes de ser publicado).
• Não esqueça de marcar "Notifique-me" para ser notificado(a) quando seu comentário for respondido.